quinta-feira, 29 de março de 2018

Adaptação e acolhimento

         
               As primeiras semanas no Centro de Educação infantil foram cheia de brincadeiras, com muita imaginação e encantamento. 
Recebemos ainda uma carta de um "Amigo Secreto" que nos deixou de presente, um lindo peixinho, com as instruções para cuidar do novo amigo, o ajudante do dia é o responsável pelos cuidados e registro. O peixinho recebeu através de votação o nome de Dourado.
Ganhamos conchas de diversos tamanhos na caixa de tato. 
Depois de ouvirmos a História: O barquinho amarelo de Iêda Dias da Silva, ganhamos outro presente: Barquinhos amarelos para decorar e depois brincar nas bacias com água.
Escolhemos o nome da Turma: “Turma do Girassol”, construímos em grupo nossos combinados e a rotina é participativa, desenvolvendo a autonomia.
Pinturas, vídeos, canções, brincadeiras. Assim fomos nos conhecendo.









Professora Laura
Centro de Educação Infantil - Arthur Kroenke

terça-feira, 27 de março de 2018

JOGO DA BATALHA NAVAL: Localização de Pontos no Plano e Par Ordenado

Objetivos:
Apresentar o plano cartesiano e a forma encontrar um ponto e/ou par ordenado;
Exercitar seus conhecimentos adquiridos durante o estudo da Localização dos Pontos no Plano referente o plano cartesiano e par ordenado.

Metodologia:
Apresentar as regras e qual o objetivo do jogo para os alunos e após, dividir a turma em duplas para realização do jogo;
Será entregue uma folha de ofício com dois planos cartesianos e cada aluno tem algumas embarcações conforme especificação do próprio jogo, cada aluno deve escolher suas coordenadas (uma letra e um número) e marcar suas embarcações sem o adversário ver, pois o adversário deve sempre falar as coordenadas aonde “pensa” que o colega tem sua embarcação colocada, vence quem atirar todas as embarcações do colega primeiro.

Avaliação:
A avaliação se dará pela participação e colaboração do aluno durante o jogo com o colega e também durante o jogo a professora irá acompanhar os jogadores e ver se aprenderam a se localizar no plano cartesiano.












Centro de Educação Básica Erica Hasse
Professora: Aline Finardi
Disciplina: Matemática
Séries: 7º ano do Ensino Fundamental

quinta-feira, 22 de março de 2018

Primeira Lei de Mendel

Objetivos:
Fixar o entendimento sobre alguns conceitos de genética (genes alelos; genes recessivos e dominantes; genes homozigotos e heterozigotos).
Facilitar o entendimento quanto aos cruzamentos genéticos.


Metodologia:

O bingo é composto de cartelas coloridas expressando os Fenótipos e os respectivos alelos para que cada aluno faça os cruzamentos.
Como jogar:
Cada jogador deverá receber uma cartela;
O professor sorteia a ficha contendo o Genótipo;
O aluno irá fazer o cruzamento e marcar na sua cartela aqueles fenótipos com as figuras coloridas;
O Primeiro jogador que preencher a cartela pronuncia “Mendel”;
O professor deverá interromper o bingo para fazer a conferência e anunciar se de fato o jogador ganhou o jogo de bingo;
Durante o jogo, fazem-se perguntas relacionadas ao Fenótipo e Genótipo sorteado.

Avaliação:

A atividade não é de caráter avaliativo, mas sim, uma ferramenta lúdica de aprendizagem e fixação dos conceitos vistos anteriormente em aula.


Centro de Educação Básica Erica Hasse
Professora: Monique Brandes da Silveira
Disciplina: Ciências
Série: 9ª ano


       

DINÂMICA DO ESPELHO



Os primeiros anos de vida são fundamentais para a formação do ser humano, pois é justamente neste período que o indivíduo constrói sua identidade e grande parte de sua estrutura física, emocional, social e intelectual. Além das atividades lúdicas muito usadas na educação infantil, as dinâmicas de grupo são importantes instrumentos para favorecer o processo de ensino e aprendizagem. Trata-se de uma estratégia que influencia positivamente no desenvolvimento da criança, em sua autoestima, autoconfiança e na interação com o meio, proporcionando a experiência do trabalho em equipe, união e autoconhecimento. A dinâmica do espelho é uma ferramenta que serve para desenvolver a autoestima e o autoconhecimento das crianças e tem como objetivos auxiliar a criança a perceber a si própria destacando suas características físicas; trabalhar as diferenças e semelhanças; construir a identidade infantil e explorar o esquema corporal. 

História: O mistério da caixa vermelha
CEI Gente Miúda - Turma Berçário IV
Professora: Tatiana S. Zwicker



terça-feira, 20 de março de 2018

PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 007/2018



ABRE INSCRIÇÕES PARA CONCESSÃO DE PROMOÇÃO FUNCIONAL DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO EFETIVOS NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.


Para acessar o link do Processo Seletivo, clique aqui

Informativo Transporte Escolar




Prezadas Famílias
Este informativo tem o objetivo de estabelecer comunicação e trazer informações sobre o programa de transporte Escolar no Município de Trombudo Central. Em nossa cidade o   transporte é  regido pela lei 1809 de 26 de novembro de 2013 , possível de  acessar no site da Prefeitura.
A carteirinha do passe escolar deve permanecer sempre na bolsa   do aluno ou criança pois contém informações de contato telefônico que podem ser necessários ao motorista. Solicitamos que ensinem seus filhos como devem se comportar dentro dos veículos, evitando transitar com o braço ou a cabeça fora da janela, bem como a cordialidade e o tom de voz necessário para interagir   com os amigos.  Aos alunos que não se comportarem devidamente nos carros ou envolverem-se em brigas   e destruição do patrimônio público o direito ao transporte será suspenso até que a família venha   na Secretaria de Educação conversar sobre a situação e tomar as devidas providências.
É de responsabilidade dos pais ou responsáveis o embarque e desembarque   nos veículos escolares nos pontos e horários previstos. No caso de crianças menores de 07 anos não serão entregues nos pontos caso não haja alguém responsável para recebe-la, fará   a rota completa e desembarcará na Secretaria de Educação para sua segurança.
 Sabemos da importância do programa de transporte escolar para o acesso   a Escola,   estamos para oferecer transporte com segurança e  contamos com o apoio das famílias. Queremos contribuir para a formação de cidadãos que saibam conviver em sociedade.  Qualquer dúvida estamos a disposição
Solicitamos assinatura deste informativo para ficar anexado no Centro de Educação.
____________________________________________
Trombudo Central , 20 de março de 2018



segunda-feira, 19 de março de 2018

The magic top hat


Conteúdo: Tema:
Identification – Everybody has a name 
(Talk about you) – I have a secret!

Vocabulário/Estruturas:
What’s your name?   My name is...
How old are you?  I’m ___ years old.
When is your birthday?  My birthday is in...
What’s your favorite…? Animal - Color - Fruit - Food - Toy - Book - Sports - Cartoon, etc.

Objetivos específicos:
Compreender o nome e a idade como características pessoais.
Caracterizar o outro, reconhecendo a sua identidade pessoal.
Organizar dados em flashcards. (Falando de suas preferências) – My favorite things
Envolver as crianças em ações que permitem desenvolver sua autoconfiança.
Construiruma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente.
Reconhecer a importância dos relatos pessoais na construção da história.

Estratégias:
Na roda de conversa iniciar de maneira descontraída e atrativa a seguinte dinâmica: A cartola mágica – “The magic top hat”. Dizendo que dentro dela tem o que existe de mais precioso, de mais importante, um verdadeiro tesouro. Prosseguir propondo, então, uma brincadeira onde cada um terá que olhar o que tem dentro da cartola, ver qual é este tesouro e manter segredo – Um a um devem olhar e voltar ao lugar sem poder contar o que viu – Esta é a regra da brincadeira: Manter segredo. (Keep secret)
Dentro da cartola tem um espelho, bem no fundo. No momento em que a criança for olhar o tesouro verá refletida sua própria imagem. É fundamental criar um clima de muito interesse provocando sempre: Qual será este tesouro?
Após todos terem visto sua imagem refletida dentro da Cartola e terem tido as mais diferentes reações, abrir então o debate, a conversa informal.
O que vocês viram dentro da Cartola? Descobriram o tesouro?
Aproveitar cada resposta dos alunos, orientando-os quando necessário, mas propiciando que se expressem.
A conversa deve fluir até o ponto em que os alunos perceberam que eles são o tesouro – cada um deles – por isso não podiam contar o segredo – pois todos somos únicos – Ninguém é igual a ninguém.
Após a realização da Dinâmica do Tesouro, provocar os alunos para que observem suas comparações, e assim propor que se agrupem de diferentes formas:
Exemplo: Vamos juntar todas as crianças que gostam de dog, cat, fruit, clor… etc. Vamos juntar os boys de um lado e as girls do outro.
Agora vão pular só as crianças que têm a color blue in your clothes...
Ações: JUMP – CLAP YOUR HANDS – TORN AROUND – CLOSE YOUR EYES, ETC...
Continuar a brincadeira, criando diferentes situações de acordo com a turma, sempre tendo como objetivo que façam comparações a partir das diferenças e semelhanças existentes no próprio gosto e no dos amigos. Seguir desenvolvento diálogos entre os alunos, adaptando para cada turma (respeitando o nível de compreensão e assimilação para cada idade).
Produção final competar uma atividade com imagens e com a sua respectiva identificação. My favorite things... A atividade retrata os gostos e preferências dos alunos e vai desenvolver o SPEAKING AND WRITING...

Recursos:
Flashcards
Exercícios impressos;
Tesoura e cola;
Lápis, borracha e lápis de cor;
Cartola de mágico;
Espelho.

Avaliação:
Observação direta
Interação
Iniciativa 
Interesse
Organização
Empenho na realização da atividade oral.
Compreensão da pronúncia do novo vocabulário.





Teacher Ariane Lenzi Conink



A nossa história...


Sim, juntos iniciamos a construção de uma linda história...
História esta que começou em fevereiro de 2018. Eu, uma professora experiente, mas com o coração acelerado e cheio de expectativas com a chegada das novas turmas e 36 crianças com as mesmas expectativas demonstradas em seus rostinhos. Com sentimentos diversos de alegria, medo, insegurança, euforia... Mas todos nós com muita vontade de nos conhecer melhor.
Logo no inicio a professora quis conquistar e encantar as crianças com brincadeiras e histórias que atraíssem a todos buscando preencher com qualidade as preciosas horas que passamos juntas.
Como os contos fascinam o universo infantil a professora vestida de mamãe Cabra nos contou a história “O lobo e os sete cabritinhos” um conto clássico dos irmãos Grimm que despertou muita curiosidade dos pequenos pois inclui partes alegres, tristes, misteriosas e um final feliz que os surpreendeu.
Os personagens dos contos formaram uma trilha no chão do CEI que nos levam até a turma do pré e ali vivemos muitas aventuras e descobertas. Diferentes personagens nos visitam diariamente mexendo com o maravilhoso mundo do faz de conta, então qualquer ruído, barulho diferente ou pegadas pode ser alguém tentando se aproximar de nossa turma. Já ganhamos da mamãe cabra uma linda cesta com bolinhas de sabão com qual nos divertimos no parque fazendo bolhas de todos os tamanhos e se encantando com elas voando e subindo o mais alto que podiam, era uma alegria também poder tocá-las e estourá-las. Num outro dia ao ouvir a história “Eu sou o mais forte”, o lobo nos surpreendeu nos mostrando que ele também pode ser bonzinho nos mandou um convite para um delicioso banho de mangueira. Neste momento surgiram algumas hipóteses “Ai, ai, ai prô e se o lobo estiver tentando nos enganar?”, “Será que ele é bonzinho mesmo e quer ser nosso amigo?” com todos estes questionamentos partimos para o parque em busca do chuveiro do lobo e imagine a alegria ao perceber que realmente o lobo passou por ali e deixou seu chuveiro montado, era só abrir a torneira, então gritos e sorrisos a todo instante ao sentir a água caindo sobre seu corpo, ao lavar as bonecas e carrinhos, ao molhar o amigo, ao se jogar no chão... Mas outros sentimentos também apareceram como a frustração de não poder se molhar por estar resfriado e a liberdade de se soltar sem medo sem vergonha, pois um amigo mais tímido que ainda não tinha conseguido conversar com ninguém conseguiu dançar, saltar e cantarolar embaixo da água demonstrando muita alegria. Essas sensações e experiências ficarão guardadas para sempre nas emoções de nossas crianças.
Para continuar esse maravilhoso mundo encantado a mamãe cabra nos mandou uma carta ensinando uma receita de bolacha de leite de cabra e aí colocamos a mão na massa. Com toquinhas de cozinheiros todos puderam ajudar a misturar os ingredientes e amassar bem a massa para ficar fofinha, foi preciso desenvolver a paciência, pois a massa precisava descansar, para depois ser enrolada pelas mãozinhas curiosas que não exitaram em experimentar um pouquinho da massa ainda crua. A turma da manhã foi quem preparou as bolachas e a turma da tarde fez a divisão para as duas turmas. Contamos com a ajuda das merendeiras que prontamente nos ajudaram assar as bolachas. No dia seguinte só se falava nas bolachas de leite de cabra que foram saboreadas na hora do lanche e aí mais alegria, até uma amiguinha que não se alimenta no CEI saboreou a bolacha, conquistas e avanços que vão sendo conquistados diariamente com um trabalho em equipe. Como cozinhar é muito gostoso e divertido as crianças aprendem muito quando cozinham, desenvolvendo conceitos em muitos campos de experiências, como escuta, fala pensamento e imaginação; traços, sons, cores e formas; espaços, tempos, quantidades, relações e transformações; corpo, gesto e movimento e o eu, o outro, nós. Este tipo de experiência favorece o relacionamento entre o grupo, criando oportunidades para as crianças conversarem, trocarem experiências e conhecerem mais sobre si mesmas e seus colegas.  
Assim tem sido nossos dias, assim iremos construindo a nossa história, assim iniciamos o Projeto “Quem conta um conto encanta e pronto...” e ele torna-se necessário e viável, porque pretende despertar o gosto pela leitura, pela dramatização e a produção por meio da contação de história. Com uma proposta que envolve todos os campos de aprendizagem, o projeto buscará reunir o CEI e a comunidade local em experiências de pesquisa e informações que contribuam para o resgate da história da comunidade, tornando a criança um ser brincante que será a mola mestra neste processo de descoberta. Se você gostou do inicio da nossa história venha conhecer a página do nosso CEI nela você poderá acompanhar um pouco mais de nossas vivencias.
Professora Simone Deves Venturi





quarta-feira, 14 de março de 2018

Projeto - O eu e o outro: Juntos construindo autonomia



A construção da identidade se dá por meio das interações da criança com o seu meio social. O Centro de Educação Infantil é um meio social diferente do meio social da família. Assim, ele proporciona novas interações, possibilitando que a criança amplie seus conhecimentos a respeito de si e dos outros:
   “Um ambiente farto em interações, que acolha as particularidades de cada indivíduo, promova o reconhecimento das diversidades, aceitando-as e respeitando-as, ao mesmo tempo em que contribui para a construção da unidade coletiva, favorece a estruturação da identidade e autonomia bem como de uma auto imagem positiva”. (NOVA ESCOLA, 2017).
Para o auxílio no desenvolvimento da autonomia das crianças, entre muitas atividades que ainda estão sendo realizadas, realizamos uma visita ao C.E.I. Gente Miúda. Lá pudemos ver os bebês. Vimos que todos usam fraldas, que precisam de ajuda para comer e que dependem da ajuda da professora para realizar muitas ações. Nós da Turma do Urso estamos crescendo e não somos mais bebês, assim, não precisamos mais de fraldas, nos alimentamos bem e estamos a cada dia aprendendo a comer sozinhos e deixando de ser dependentes em muitas ações.
Ah! Ouvimos uma história cantada muito legal: “Gato xadrez” contada pela professora Tati, na sala referência da turma do B IV, a mesma turminha que nossos pequenos vieram. Ouvimos a história e cantamos juntos. Obrigado C.E.I. Gente Miúda pela recepção, esperamos poder voltar mais vezes! Foi muito divertido.





C.E.I Cinderela
Professora: Taina

segunda-feira, 5 de março de 2018

DINÂMICA NO APOIO PEDAGÓGICO

            O Apoio Pedagógico iniciou os atendimentos com uma dinâmica de boas-vindas com os alunos, onde cada um escolheu um boneco de papel e escreveu seu nome, e respondeu algumas perguntas por escrito com o objetivo de montar um painel formando um círculo com todos os alunos e a professora, a fim de nos conhecer melhor e traçar objetivos para o trabalho a ser desenvolvido no Apoio Pedagógico. Tendo como foco a frase de Paulo Freire: "A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar se fora da procura, fora da boniteza e da alegria."




Olimbairros: Vila Nova 1 está liderando a disputa, com 54 pontos

Nesta quarta-feira e na quinta ocorrem mais três finais Depois de duas semanas de jogos, confira as modalidades que já tiveram as disputa...